Relatório UNESCO – Professores do Brasil: Novos Cenários de Formação

Por Natalia Dos Santos

A Neuroconecte  abordará, em uma série de artigos, o relatório da UNESCO – Professores do Brasil: novos cenários de formação. O relatório trata da formação dos professores brasileiros como uma questão social, trazendo vários aspectos da formação e dados fundamentais das últimas décadas para a melhor compreensão deste panorama.

Explica como o papel do educador foi se desestruturando ao longo dos anos, e como ele não é só conjecturado a partir das estruturas políticas, programas educacionais e de posturas legislativas, mas também das mediações e relações constituídas no campo da ação cotidiana, nas dinâmicas escolares, em processos dialógicos onde se criam espaços de práticas conservadoras e/ou transformadoras que geram, na simultaneidade das relações pedagógicas alunos-professores, as possibilidades de recriação de sentidos e significações de conhecimentos e valores pelas intersubjetividades.

Torna-se, portanto, um problema social, na medida que apesar da sua relevância na formação de um cidadão, não se é dado o devido valor a esse papel na sociedade brasileira, com medidas legislativas descontinuadas e a pouca atenção e debate no âmbito político em relação a sua formação.

A partir de uma visita histórica e explicitando o panorama atual dos desafios contemporâneos é possível obter uma visão ampla das políticas docentes, as propostas de formação dos mesmos e as mudanças que ocorrem nessa última década. Além, de dados da educação básica, e quais possíveis inovações são necessárias e urgentes, em legislações, formações e orientações.

Desse modo, a proposta tem grande relevância com as discussões que estão sendo amplamente revistas no governo atual. Nos faz refletir, mais do que nunca, sobre a importância de sabermos para onde vão os investimentos realizados na educação brasileira. Sendo emergente a implementação da eficiência dos gastos públicos.

Tendo como base o prisma do relatório da UNESCO a NeuroConecte propõe, com a sua visão, desenvolver cinco artigos com os seguintes temas:

  • As novas conquistas educacionais brasileiras;
  • O cenário atual da saúde mental nas escolas;
  • Novas tecnologias educacionais e seus impactos;
  • Formação de professores no cenário atual e as inovações emergentes e por fim;
  • A neurociência e a aprendizagem.