O MALABARISMO PODE AJUDAR NA ANSIEDADE

Por Patrícia Kono

Em tempos difíceis às vezes não conseguimos lidar com as dificuldades e isso pode gerar ansiedade.

Novas atividades, assim como a prática do malabarismo que é uma atividade lúdica faz bem para a saúde física e mental, sem riscos de lesões e podem levar a descobertas de novas habilidades.

Pode ser praticado individualmente, em dupla ou em grupo em casa com pouco espaço neste período de quarentena. E é recomendável para pessoas acima de 3 anos.

Com apenas 3 pares de meias ou 3 bolas quaisquer você pode aprender esta nova modalidade que contribui na coordenação motora, concentração, reflexo, atenção, foco e até mesmo na redução da ansiedade, conforme comprovaram os estudos científicos.

Em 2007 cientistas japoneses investigaram os efeitos do malabarismo em mulheres com ansiedade. No período de 6 meses as pacientes praticaram por 10 minutos por dia e o resultado foi a redução nos níveis da ansiedade.

Além deste estudo, também já foi comprovado cientificamente o aumento da massa cinzenta e da massa branca no cérebro. O que significa a melhora na coordenação motora, atenção visual e na agilidade em nos movimentar. Também é resultado de aprender uma nova habilidade, mesmo que não seja totalmente dominada. O importante é o tempo que nos dedicamos para aprender.

Com base nestas informações, o malabarismo é uma modalidade recomendável para este período de quarentena.
Deixe tudo mais leve e divirta-se com esta atividade circense!

Para aprender malabarismo acesse o YouTube:
https://www.youtube.com/user/patcirco/playlists

 

REFERÊNCIAS
Draganski B, Gaser C, Busch V, Schuierer G, Bogdahn U, et al. (2004) Changes in grey matter
induced by training. Neuroplasticity: Nature 427(6972): 311–312.
Driemeyer J, Boyke J, Gaser C, Bu¨ chel C, May A (2008) Changes in Gray Matter Induced by
Learning—Revisited. PLoS ONE 3(7): e2669. doi:10.1371/journal.pone.0002669
Nakahara, T., Nakahara, K., Uehara, M. et al. (2007) Effect of juggling therapy on anxiety
disorders in female patients. BioPsychoSocial Med, 1: 10. doi:10.1186/1751-0759-1-10
Scholz J, Klein M. C., Behrens T. E. J., Johansen-Berg H. (2009) Training induces changes in
white-matter architecture. Nature Neuroscience 12, 1370 – 1371